Astroturismo

O Parque Natural Regional do Vale do Tua – PNRVT constitui uma área de notável de riqueza geomorfológica, paisagística e ambiental destacando-se o seu baixo índice de poluição luminosa e uma evidente qualidade do céu para observação astronómica.

Em 2019, tendo em consideração as notáveis condições de visibilidade, a transparência e a escuridão do céu noturno, o PNRVT associou-se à Associação Dark Sky® numa cooperação que resultou na criação do destino “Dark Sky® Vale do Tua”. Assim, o Dark Sky® Vale do Tua passa a fazer parte da rede nacional de destinos da Associação Dark Sky®, que têm como missão a proteção deste importante recurso, o céu noturno, proporcionando oportunidades de cooperação inter-regiões – Alentejo, Centro e Norte – no âmbito da criação de uma oferta organizada e estruturada em torno do astroturismo, onde cada destino contribui com as suas especificidades.

No ano seguinte, em 2020, o território que integra os cinco concelhos do Vale do Tua recebe a certificação de “Destino Turístico Starlight”, tornando-se a primeira área protegida em Portugal a receber esta certificação e a terceira região do país (depois do Alqueva e da rede das Aldeias do Xisto). Esta certificação foi atribuída pela Fundação Starlight, que avaliou o território em diferentes períodos e auditou o processo de candidatura, para confirmar que, efetivamente, este território reúne todas as condições para integrar a lista de sítios Starlight, na modalidade de Destino Turístico, sendo que esta certificação deverá ser será renovada a cada 4 anos.

A Fundação Starlight constitui uma organização sem fins lucrativos criada em 2017 na sequência da Primeira Conferência Internacional Starlight onde se elaborou a “Declaração para a Defesa do Céu Noturno e para o Direito à Luz das Estrelas”. Esta organização é apoiada pela UNESCO e pela Organização Mundial do Turismo (OMT/UNWTO), e reconhece os Destinos Turísticos Starlight como lugares visitáveis com excelentes condições para a contemplação de estrelas, protegidos da poluição luminosa, estando aptos para acolher iniciativas turísticas relacionadas com a observação do céu como parte essencial da natureza.

Contudo, para a concretização desta certificação, além da avaliação da qualidade dos seus céus e os meios para garantir a sua proteção, é também tido em conta o desenvolvimento de infraestruturas adequadas e atividades relacionadas com a oferta turística.

Esta exigência implica que se crie um contexto de oferta turística que envolva as entidades gestoras do território, a comunidade e, essencialmente, o setor empresarial local, como unidades de alojamento de qualidade, meios de observação das estrelas disponíveis ao visitante, formação de recursos humanos que possa fazer a interpretação astronómica e a sua integração na natureza noturna, etc.,

Esta certificação, acima de tudo, constitui um compromisso do “Destino” com a qualidade do seu céu estrelado e o início de um caminho de desenvolvimento de novos produtos turísticos associados ao astroturismo, impulsionando a formação de guias para conduzir grupos na observação das estrelas.

Com esta nova certificação o PNRVT pretende atrair novos mercados internacionais que permitem um elevado nível de complementaridade face ao mercado nacional e de proximidade desta região. Trata-se assim da diversificação de mercados seja da Europa ou de longo curso e que viajam para locais com forte preocupação ambiental, identidade e capazes de proporcionar experiências enriquecedoras, aquelas que acrescentam valor ao momento de lazer bem como enriquecimento intelectual.

Foram identificados 5 lugares privilegiados no Vale do tua, um por município, com as condições de excelência para a observação do céu planetas, estrelas e constelações, confirmando a excelente qualidade do seu céu noturno. 

uanto mais distante dos centros urbanos, mais alto e mais escuro o lugar, conjugado com um céu limpo, melhor. Sítios como a Praia Fluvial de Frechas, o Miradouro do Ujo, a Forca de Freixiel, o Castro de Palheiros e o Castelo de Ansiães, em noites sem nuvens, podem ser ótimas para observar o céu, sem precisar ir muito longe. 

Traduzir»