A antiga escola primária de São Mamede de Ribatua reabriu agora como “Porta de Entrada no Parque Natural Regional do Vale do Tua”. Continuará a ser um espaço interativo de conhecimento e de novas aprendizagens, mas agora dedicado à identidade territorial do Vale do Tua.

Esta novo espaço está integrado num vasto projeto que consiste na criação de uma Porta de Entrada no PNRVT em cada um dos cinco concelhos que o integram.

Estas Portas destacam as especificidades de cada um dos municípios de uma forma integrada, isto é, procurando através da diversidade criar a unidade que define e caracteriza o Vale do Tua.

Quem entra na Porta de Entrada de Alijó tem a oportunidade de dar início a uma viagem de conhecimento, sente-se convidado a querer experimentar o concelho, mas também os municípios vizinhos.

A Porta de Entrada oferece um conjunto de experiências focadas na preservação e valorização ambiental, na herança cultural e patrimonial, na economia local e nas dinâmicas sociais do território, que se quer assumir como local prioritário de visitação, onde os turistas se devem dirigir quando chegam para procurar informação, obter apoio, solicitar serviços, adquirir produtos, e onde podem aprender, divertir-se, etc., e a partir daí partir à descoberta com mais informação.

As Portas de Entrada no PNRVT respondem a diversas necessidades de organização do turismo, tais como:

Centralizar a oferta PNRVT numa estrutura específica para fins turísticos;

Criar motivos de atração adicional e prestar um bom serviço ao visitante;

Monitorizar o acesso de visitantes e organizar atividades de visitação;

Promover a sensibilização e educação ambiental;

Potenciar o desenvolvimento de atividades paralelas, sejam elas de cariz lúdico, cultural ou científico;

Prolongar o período médio de estadia no PNRVT e concelhos integrantes, enriquecendo o tempo passado durante a visita.

Já estão em pleno funcionamento quatro Portas de Entrada (Murça, Carrazeda de Ansiães, Mirandela e Alijó), faltando apenas abrir ao público a Porta de Entrada de Vila Flor.

As “Portas” são um complemento de proximidade do Centro Interpretativo do Vale do Tua, localizado em Foz Tua, equipamentos que integram uma lista de respostas qualificadas que a Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua (ADRVT) e o PNRVT têm vindo a implementar, como são exemplos, o próprio CIVT, a Rede de Percursos Pedestres, a Certificação do Vale do Tua como “Destino Turístico Starlight”, a Rede de Miradouros, a Rede de Percursos de Birdwatching, em implementação, o património edificado recuperado, os programas de empreendedorismo e a criação da Tua Incubadora, que incentivam a criação de novas empresas, essencialmente, na área do Turismo de Natureza.