PNRVT – Parque Natural Regional Vale do TuaPNRVT – Parque Natural Regional Vale do Tua

PNRVT - Parque Natural Regional Vale do Tua

Already a member?

PNRVT – Parque Natural Regional Vale do TuaPNRVT – Parque Natural Regional Vale do Tua
Forgot password?

Don't have an account?

IGREJA MATRIZ DE SÃO TOMÉ

Arquitetura Religiosa / Imóvel de Interesse Público

A Igreja Matriz de São Tomé localiza-se na freguesia e aldeia de Abambres.
Trata-se de uma construção do século XIII, a Igreja de são Tomé destaca-se sobretudo pelo considerável acervo de pintura mural que decora o seu espaço interior.
Planta composta por nave longitudinal, capela-mor quadrangular e sacristia adossada no lado esquerdo também quadrangular. Volumes articulados em dois corpos bem proporcionados sendo o da capela-mor mais alto. Cobertura em telhado de duas águas na nave e 4 na capela-mor. Alçados em “opus quadratum”. Fachada principal, orientada, terminada em sineira de dupla ventana rematada em empena com cruz; Portal de arco sensivelmente apontado. Do lado direito, encosta-se arca tumular com tampa trapezoidal. Fachada lateral direita com portal de arco pleno e cornija assente em modilhões decorados com motivos vários.

Interior com cobertura em falsa abóbada de berço abatido com tirantes de metal; coro-alto, pia baptismal sob o coro, retábulo no lado da Epístola, púlpito com bacia quadrangular no lado do Evangelho com escada de pedra e guardas de madeira com balaústres polícromos. O paramento da nave no lado do Evangelho possui pinturas murais em trompe l’oeil de composição retabular com arquitecturas fingidas. No lado da Epístola, vestígios de composição idêntica quase desaparecida na sua totalidade. Arco triunfal pleno, com intradorso revestido a talha dourada formando caixotões e aduelas pintadas de motivos vegetatistas; nas ilhargas fragmentos de pinturas murais figurando, do lado da Epístola, inferiormente o “Martírio de São Sebastião” e superiormente “Descida da Cruz”; no lado do Evangelho fragmento de outra cena da Paixão; sobre o arco triunfal, “Calvário”. Capela-mor com cobertura de madeira curva pintada com balaustrada motivos vegetalistas, medalhões vários e as armas de Portugal; alçados laterais decorados com pinturas murais figurando “A Última Ceia”, no lado do Evangelho, e “Natividade”, no lado da Epístola. Altar-mor de talha com sacrário e trono central, ladeado por duas telas figurando, São Pedro e São Paulo, entre colunas salomónicas.

É seu orago São Tomé e a Igreja tem quatro altares: o altar-mor, do orago, o colateral do Evangelho de São Sebastião, o da Epístola de Nossa Senhora do Rosário, e um lateral do Evangelho de Santo Cristo.
Encontra-se classificada como Imóvel de Interesse Público no ano de 1933.

Fonte: Direção Geral do Património Cultural