O projeto de utilização de morcegos no combate às pragas agrícolas, em curso na área do Parque Natural Regional do Vale do Tua, foi mostrado no 14º Simpósio Europeu de Investigação em Morcegos, em Donostia, País Basco.
Recordamos que o PNRVT deu início, em Fevereiro deste ano, à colocação de uma centena de caixas abrigo em diversos terrenos agrícolas, como medida de incentivo ao aumento da população de morcegos, predadores que são grandes consumidores de insectos e, por essa razão, verdadeiras “armas” biológicas no combate às pragas que tantas vezes afetam e danificam as produções. Este projeto, em apenas meio ano, já apresenta excelentes resultados, tendo as caixas abrigo uma taxa de ocupação próxima dos 60%, cinco vez superior ao que era expectável face ao tempo decorrido desde a sua colocação.
A divulgação deste projeto de sucesso é também uma forma de divulgação do PNRVT, pelas suas boas práticas.
O Simpósio Europeu de Investigação em Morcegos é um dos encontros mais relevantes para a comunidade científica especializada na investigação em morcegos a nível mundial, já que, apesar da designação europeia, recebe regularmente investigadores dos cinco continentes. Este ano não foi exceção, com comitivas de países como os Estados Unidos da América, Brasil, China, Suazilândia, Costa Rica e Austrália, entre outros.

Eventos como este servem de palco à partilha e divulgação da investigação mais avançada desenvolvida nos últimos anos, contando com alguns dos mais proeminentes peritos na área, sendo que se apresenta como uma oportunidade excelente para criar contactos e dar a conhecer o PNRVT ao mundo científico num ambiente de maior proximidade.

Numa sequência fortuita de eventos, o ano e a data de concretização do simpósio coincidiram com o início auspicioso do projeto de controlo de pragas por morcegos, permitindo assim a sua apresentação, captando a atenção de diversos investigadores, alguns dos quais louvaram o projeto e os seus resultados preliminares.