Programa De Empreendedorismo do Vale do Tua: 78 empreendedores envolvidos, 23 projetos trabalhados, 17 ideias de negócio premiadas

Cinco projetos foram selecionados e premiados na segunda edição do TUACIN – Concurso de Ideias de Negócios, iniciativa integrada no programa de Empreendedorismo do Vale do TUA – PEVTUA, que decorreu nos últimos três anos, promovido pela Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua (ADRTV).

Este programa foi lançado com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento económico e social dos municípios de Alijó, Carrazeda de Ansiães, Mirandela, Murça e Vila Flor. Através da iniciativa de TUAMP – TUA MENTORING PROGRAM “Amplifica-te”, apoiou 78 empreendedores distribuídos por 23 projetos de trabalho. Com o TUACIN, foram desenvolvidas e premiadas 17 ideias de negócio para implementar no território do designado Vale do Tua.

A sessão de encerramento aconteceu no dia 6 de março, em Alijó, com os cinco premiados a apresentarem os seus projetos e a receberem, respetivamente, o prémio monetário no valor de dois mil euros.

No município de Alijó o vencedor foi Manuel Gomes, que apresentou como ideia de negócio, o desenvolvimento de tours turísticos de visitação aos miradouros, sítios arqueológicos e outros pontos de interesse na área deste concelho.

Em Carrazeda de Ansiães o premiado foi Paulo Tavares que já tem em desenvolvimento um projeto para a produção biológica de maçã e outros produtos frutícolas e hortícolas.

No concelho de Mirandela o premiado foi Raul Campeão, que apresentou um projeto na área da comunicação e marketing, muito ligado à presença online e comunicação digital das empresas e entidades territoriais.

Já com o projeto em curso, Emílio Almendra foi o vencedor em Vila Flor, onde pretende criar um Glamping, associando o turismo de natureza ao conforto e glamour de cabanas com todas as comodidades e conforto.

Por fim, no município de Murça, duas jovens da área da comunicação Vânia Alves e Lília Carvalho, apresentaram um projeto para abrir novos canais e melhorar a imagem das empresas e do território.

A maioria destas ideias já estão a ser implementadas no território, aqueles que ainda não avançaram têm um ano para o fazer, uma vez que o prémio de dois mil euros só será entregue com a constituição da empresa, necessariamente sedeada num dos cinco concelhos do Vale do Tua. Durante todo o período de implementação, será disponibilizado apoio e assistência técnica especializada aos promotores, através dos mecanismos e consultores do PEVTUA e dos Municípios intervenientes.

Esta iniciativa foi também a oportunidade para apresentar publicamente o FABLAB – Laboratório de Fabricação Digital e Estúdios de Produção Multimédia, recentemente criado pela ADRVT. Com um polo em Alijó e outro em Vila Flor, o FABLAB pretende ser um espaço aberto às empresas da região, de prototipagem e incubação de ideais, que vai ajudar na implementação dos projetos que possam surgir no território.